Open main menu

Citations:estar

Portuguese citations of estar

  • 1999, Os pecados da língua: pequeno repertório de grandes erros de linguagem, Editora AGE Ltda., →ISBN, page 114:
    O erro estava na receita, pois l é símbolo de litro e não abreviatura de lata, palavra que não pode ser abreviada, por questões de clareza.
  • 2011, Edelvino Razzolini Filho, Administração da Pequena e Média Empresa, IESDE Brasil S.A., →ISBN, page 44:
    Convém, aqui, lembrar o ditado popular: amigos, amigos; negócios à parte. Caso o empreendedor saiba separar a amizade dos negócios, certamente estará em melhores condições para o sucesso.
  • 2012, Luís Fernando Veríssimo, “Natal branco”, in Diálogos Impossíveis, Editora Objetiva, →ISBN, page 49:
    No portão de entrada está escrito "Entrance" em vez de "Entrada" e todas as ruas têm nomes em inglês, como "Flower Lane" e "Sunshine Street".
  • 2012, Vanessa de Oliveira, Psicopatas do coração, Matrix Editora, →ISBN, page 110:
    Liguei meu notebook para ver as mensagens do dia. Aos poucos eu estava voltando a responder os e-mails de meus leitores.
  • 2015, Neil Gaiman, Os filhos de Anansi, Editora Intrinseca, →ISBN, page 6:
    Cumprimentou-as tocando a aba do chapéu — pois ele usava chapéu, um fedora verde imaculado, além de luvas cor de lima —, e em seguida caminhou até a mesa onde estavam as mulheres, que deram risada.
  • 2015, Carlos Maltz, O último rei do rock, Belas-Letras, →ISBN, page 157:
    Hoje em dia pegam um mané qualquer que seja bonitinho, colocam nele um nome qualquer de qualquer artista do passado que ninguém mais se lembra quem é, um nome que tenha uma sonoridade legal, tipo Tony Curtis (o original era Curtis), tascam um repertório popinho estudado minuciosamente em função das preferências de um determinado público em cima do cara, faturam bilhões e depois de uns cinco ou seis anos sucateiam o mané que já podre de rico, inchado de tanta bomba e droga, e arrumam outro.
  • 2015, Vitor Fernandez, Meu Amigo Do Futebol, Erotikontos, →ISBN, page 21:
    A véspera do natal havia chegado. Fernanda e sua família, como sempre passavam o natal lá em casa. Nós fazíamos amigo-oculto e sempre trocamos os presentes. O natal daquele ano estava igual a todos os outros anos, monótono como sempre.