Open main menu

English citations of que

obsolete: former British coin worth 1/2 farthing, 1/8 old penny; by extension, any small amount of moneyEdit

dialectal: cowEdit

Portuguese citations of que

Conjunction: connects noun clauseEdit

  • Que lhe não quero mal, nem lhe rogo pragas, mas que é bem feito que ela amargue um pouco do pão do diabo, pra ficar sabendo que uma mulher direita não deve olhar se não pra seu marido; e que, se ela não fosse tão maluca...
  • 2012, Luís Fernando Veríssimo, “A diferença”, in Diálogos Impossíveis, Editora Objetiva, →ISBN, page 10:
    Internou-se na clínica com a vaga esperança de que a Morte, que vem ali buscar tanta gente, um dia o leve por distração.

Conjunction: introduces the result of main clauseEdit

  • 2008, Paulo F. Vargas, É lícito dar o dízimo e guardar o sábado, Clube de Autores, page 16:
    O problema é que nestas horas sempre aparece aquele amigo da onça que só quer ver a desgraça alheia.

Conjunction: used in comparisonsEdit

Conjunction: (familiar) becauseEdit

Pronoun: what (used interrogatively)Edit

  • 2012, Luís Fernando Veríssimo, “A tradutora belga”, in Diálogos Impossíveis, Editora Objetiva, →ISBN, page 84:
    — E que língua se falava na Bélgica, afinal?

Pronoun: what a (preceding nouns); how (preceding adjectives)Edit

UnsortedEdit

  • 1999, Os pecados da língua: pequeno repertório de grandes erros de linguagem, Editora AGE Ltda., →ISBN, page 114:
    O erro estava na receita, pois l é símbolo de litro e não abreviatura de lata, palavra que não pode ser abreviada, por questões de clareza.
  • 2006, Eduardo Giffoni Flórido, As grandes personagens da história do cinema brasileiro: 1970-1979[1], Fraiha, →ISBN, page 130:
    Nuno Leal Maia é um grande amigo dos amigos. Quem já conviveu ou convive com ele sabe da sua personalidade alegre e descontraída, sem estrelismo, que cativa as pessoas com o seu bom humor constante.
  • 2006, Rinaldo de Fernandes, Quartas histórias: contos baseados em narrativas de Guimarães Rosa, Editora Garamond, →ISBN, page 99:
    Ninguém ia desconfiar dele com aquela cara de abestado. Até que era bom ter cara de abestado, nunca que fossem pensar que tinha sido ele.
  • 2014, Eduardo Zugaib, A Revolução do Pouquinho: Pequenas atitudes provocam grandes transformações, DVS Editora, →ISBN, page 177:
    A crença de que "se melhorar, estraga", nesse caso, sabota a capacidade de ir além, já que inconscientemente congelamos essa possibilidade.
  • 2014, Augusto Boal, Hamlet e o filho do padeiro: Memórias imaginadas, Editora Cosac Naify, →ISBN, page 217:
    Um poeta pode acordar no meio da noite e escrever belo poema — basta inspiração! Um pintor pintar um quadro em minutos ou anos, como sentir melhor. Mas artistas de artes coletivas não podem convocar espectadores às três da madrugada, alegando que só nesse momento sentem que baixou o santo.